Programa Amorim Escolha Natural Sustentável por Natureza
Home | Abordagem | Governance | Administração da Sociedade

Administração da Sociedade

Governo Societário da CORTICEIRA AMORIM

As boas práticas do governo societário são um pilar estruturante dos princípios e modelo de gestão sustentável da CORTICEIRA AMORIM.

Em matéria de governo societário, a CORTICEIRA AMORIM encontra-se sujeita às disposições da lei vigente em Portugal, nomeadamente ao estipulado no Código das Sociedades Comerciais, no Código dos Valores Mobiliários e nos Regulamentos da CMVM; aos seus Estatutos Sociais; ao Código de Governo Societário 2010 emanado pela CMVM.

A CORTICEIRA AMORIM adoptou um modelo de governação que preconiza a separação entre os órgãos de administração e de fiscalização, exercida por um Conselho Fiscal e por um Revisor Oficial de Contas.

O Conselho de Administração da CORTICEIRA AMORIM é o órgão responsável pela actividade da empresa e pelas decisões de natureza estratégica. É composto por três membros não-executivos e três membros executivos, integrando ainda um Conselheiro, cargo criado em 2001 e ocupado desde essa data por Américo Ferreira de Amorim, a que se juntou, em 2012,  Joaquim Ferreira de Amorim.

Ao Conselho Fiscal compete receber e tratar as comunicações de irregularidades apresentadas por accionistas, colaboradores e outras pessoas ou entidades. Este órgão é constituído por membros independentes, de forma a garantir a análise e tratamento imparcial das irregularidades comunicadas.

Apesar do Conselho de Administração não integrar nenhum membro não executivo independente, conforme recomendado pelo Código de Governo Societário, a existência de um sistema de dupla fiscalização efectivamente implementado na Sociedade – Conselho Fiscal e Revisor Oficial de Contas –, composto exclusivamente por membros independentes, considera-se estarem reunidas as condições necessárias para garantir uma efectiva função fiscalizadora de elevado nível de isenção, rigor e independência.